Vigia coloca fogo e mata crianças dentro de creche em Minas Gerais

Vigia também ateou fogo em seu próprio corpo e está em estado grave.

PorVeja

05/10/2017 14h58
Foto: Divulgação/Polícia Militar

Pelo menos quatro crianças morreram queimadas na manhã desta quinta-feira em uma creche na cidade de Janaúba, norte de Minas Gerais (560 km de Belo Horizonte). Segundo a Polícia Militar, um vigia da escola ateou fogo às crianças e, em seguida, ao seu corpo. O homem sofreu diversas queimaduras e está hospitalizado. De acordo com o Corpo de Bombeiros, há ainda ao menos 40 feridos.

O porteiro da escola teria problemas mentais, segundo a polícia. Cerca de 50 alunos estavam no recreio no Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente, no bairro Rio Novo.

Em nota, o governo estadual diz que o governador Fernando Pimentel (PT), “tão logo tomou ciência da tragédia (…) determinou de imediato a mobilização de todas as forças de saúde pública e de segurança do estado – Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil – nas operações de resgate e salvamento”.

De acordo com o governo, um posto de comando emergencial foi instalado no local para “alinhar todos os esforços dos órgãos públicos envolvidos”. Pimentel irá ao local ainda nesta quinta-feira.

A Secretaria de Estado de Saúde e a Fundação Hospitalar de Minas Gerais, que coordena a rede hospitalar do estado, montaram uma operação especial para receber as vítimas, tanto em hospitais próximos – vários feridos estão sendo levados a Monte Claros, maior cidade da região, a 136 km de Janaúba -, quanto no Hospital João 23, em Belo Horizonte, se for preciso. “Toda a estrutura necessária, o que inclui aeronaves, veículos e demais equipamentos públicos, também foi colocada à disposição”, diz a nota do governo.